Síndrome de Takotsubo, casais velhinhos… e o meu cão

default-1464386956-919-you-really-can-die-of-a-broken-heart-here-s-the-science

Se lembra que um dia eu mencionei lá no canal sobre a Síndrome de Takotsubo? É uma síndrome que imita os sintomas de um ataque cardíaco e que pode acontecer quando estamos passando por problemas difíceis na vida, incluindo a perda de alguém querido ou um término de relacionamento.

Os sintomas são tão parecidos com os de um ataque cardíaco que é estimado que 5% das mulheres que são diagnosticadas com um ataque real estejam sofrendo na verdade de Cardiomiopatia Induzida por Estresse, outro nome da síndrome. É difícil de distinguir os dois até mesmo no eletrocardiograma. A diferença concreta que se encontra é que a artéria coronária de quem sofre um ataque está bloqueada, enquanto uma pessoa com Síndrome de Takotsubo está limpa.

Bom, melhor pra esses 5%, né?

Sim e não. Ok, mais pro sim do que pro não.

O problema é que, quando falamos a palavra “imita” aqui, dá-se a impressão de que está tudo bem, e que não é algo sério. Mas a verdade é que é sério sim, e a síndrome pode causar danos permanentes no coração, como perda irreparável no músculo. Não sou cardiologista, então não vou entrar em detalhes aqui sobre tudo isso.

-Isso não significa que você pode chantagear seu namorado quando vocês brigarem, dizendo que vai morrer sem ele, ok? Já fica de aviso.-

De qualquer forma…

E o que os velhinhos têm a ver com isso?

Bom aí é que está: quem nunca ouviu histórias sobre casais que estavam juntos por muitos anos, e, assim que um deles morre, o outro morre logo depois? Muitos dizem que esse parceiro que morre depois “morre de tristeza”. Ligou os pontos? Pois é. Aliás, as pessoas têm 21 vezes mais chances de ter um ataque cardíaco nas primeiras 24 horas após o falecimento do seu parceiro. Esse risco vai gradualmente diminuindo durante os próximos meses. Vejam como a perda de uma pessoa pode afetar a gente…

Tá, e o seu cão?

Eu decidi escrever esse artigo por causa uma notícia sobre uma mulher que sofreu a síndrome recentemente por causa do falecimento de seu cão. Curiosamente, o cãozinho dela também era um yorkie, como o meu.

Honey, o meu bebê, faleceu em julho desse ano. Eu nunca senti um baque tão forte na minha vida, e definitivamente senti um aperto (físico) no peito. Se não fosse pelo meu namorado estar aqui comigo no dia, teria ficado no fundo do poço. Demorei horas para levantar da cama mesmo com ele aqui. Não estou dizendo que sofri da tal síndrome, mas senti um enorme estresse na época. Ainda hoje meu peito aperta ao pensar no pequenino e em como eu nunca mais vou poder enchê-lo de beijos e deixá-lo todo cagado de batom vermelho como eu fazia quase todos os dias.

Enfim…

Sim, esse post foi meio xoxo, mas é só pra mostrar como sentimentos e como o estresse da perda de alguém (seja por um divórcio ou por um falecimento, ambos são perdas) podem afetar a gente, a ponto de trazer danos físicos (possivelmente) irrecuperáveis.

E o que fazer se você está se sentindo mal depois de um término/ divórcio?

O tratamento para a síndrome é repouso hospitalar e beta-bloqueadores. No entanto, espero que você não chegue a ter um problema tão sério assim. O melhor tratamento para alguém que está sofrendo com um término é o que eu falei no post passado: apoio de amigos próximos e família, além de terapia.

Ps: Pelo menos os últimos dias de Honey foram super felizes com a presença do pai dele aqui, e ele nunca teve nenhum problema sério antes de sua parada cardíaca. Vou te amar para sempre, Honeyzão. A gente sente a sua falta.

Vai lá ver o vídeo sobre o amor 🙂

Beijos e até a próxima!
Paula
Paula Explica

Advertisements
This entry was posted in amor, Término and tagged , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s