Atrasado mas valendo: um conto de terror (real) para o Halloween

img

Você acredita em boa noite cinderela? Não? Acha que é creepypasta ou lenda urbana? Então deixa eu te contar o que aconteceu comigo anos atrás.

Eu fui para uma boate com 4 ou 5 amigas com quem falava na época. Estava tudo ótimo, pedimos nossas caipivodkas e fomos para a sala principal da casa de festa.

E depois disso… não lembro muito bem do resto da noite. Sei que cantei Aladdin (nem sei nenhuma música do Aladdin, aparentemente meu inconsciente sabe e cantou por mim) e depois de sei lá quanto tempo voltei para a área do bar, onde vi todas as meninas sentadas em uma das mesas, duas delas completamente apagadas. Apesar de não lembrar de muita coisa, parece que apenas eu dancei (sozinha, pelo que parece), enquanto elas caíram. E eu nem sequer me dei conta disso por um tempo, ao que parece.

Creio que eu fui a única a me manter em pé pois além de estar dançando, eu também usava remédios para dormir na época (não usei naquela noite, obviamente), o que provavelmente me deu resistência à sei lá o que que fizeram com a bebida de todas nós.

Carreguei as meninas para o banheiro. Umas vomitaram, e todas lavaram o rosto, bem grogues. Eu cuidei delas, pois estava bem. Uma delas até chegou a cair no chão. Depois de nos recompormos razoavelmente, fomos procurar nossos bens, e percebi que não perdi minha identidade, mas meu celular tinha sumido, assim como o celular de outra amiga e dinheiro de algumas. Fomos roubadas. Obviamente nossos bens são tinham sido apenas perdidos. Alguém mal-intencionado nos drogou com o propósito de nos roubar – ou fazer algo pior.

Depois de todo o ocorrido, pedimos para a casa de festas nos passar as gravações de segurança, o que obviamente acabou não dando em nada. Nada. Ninguém descobriu o que aconteceu, nem como aconteceu. Ninguém achou nossos bens também. E ninguém conseguiu entender como drogaram 5 ou 6 garotas de uma vez só. Nenhuma de nós foi inocente de deixar a bebida dando sopa para alguém colocar um remédio; muito menos TODAS nós. As chances disso acontecer são bem poucas, não acha? Pois é. Mas isso foi um mistério que nunca foi nem nunca será desvendado. Todas ficamos bem no final, mas a história poderia muito bem ter tomado um rumo bem mais macabro.

A questão aqui é: boa noite cinderela existe sim. E ocorreu em uma boate de classe média. E essa lição que quero passar não é só para boate não. Cuidado quando encontrar aquele carinha do aplicativo num restaurante ou bar também. Aliás, acho que essa é a maneira mais fácil de drogar alguém: você pede o seu drink num restaurante com o seu date, fica apertada, e vai fazer o quê? Levar o copo de vidro pro banheiro? Não vai. Vai deixar lá na mesa. Então, sempre termine a sua bebida antes de largá-la nas mãos de estranhos. Não dê mole. Se já é difícil acreditar em amigos hoje em dia, imagina em desconhecidos. Todo o cuidado é pouco.

Aproveita e assiste o vídeo de dicas de segurança! E não se esqueça de se inscrever no canal 😉

Beijos, e até a próxima 😉
Paula
Paula Explica

Advertisements
This entry was posted in Outros and tagged , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s